RINITE NÃO-ALÉRGICA

O QUE É RINITE NÃO ALÉRGICA?

A rinite não alérgica é uma inflamação da mucosa que não tem o componente alérgico como causa e só é possível fazer o diagnóstico após descartar a presença da rinite alérgica.

CAUSAS

Existem diversas causas para a rinite não alérgica, sendo as mais comuns:

• Infecções (viroses como o resfriado e a gripe).

• Alimentos (rinite gustativa).

• Mudanças do corpo relacionadas à idade.

• Medicamentos (rinite medicamentosa).

• Hormônios, o que ocorre principalmente na gravidez (rinite gestacional).

• Presença de agentes irritativos no trabalho (rinite ocupacional).

SINTOMAS

São os mesmos da rinite alérgica, porém não costumam ter relação com as estações do ano: 

• Sensação de nariz congestionado

• Coceira no nariz

• Espirros

• Coriza

• Roncos

• Diminuição do olfato.

Quando sentir esses sintomas é importante notar se ha alguma relação com seu ambiente de trabalho, sua casa, horas do dia que iniciam os sintomas ou algum alimento que você ingere tem relação com o inicio da crise de rinite.

DIAGNÓSTICO

Um médico OTORRINOLARINGOLOGISTA deve ser consultado. Através de sinais e sintomas do paciente já é possível iniciar um tratamento com melhora das crises da doença.

Exames para a rinite não alérgica.

• Nasofibrolaringoscopia deve ser realizada. É um exame que consegue examinar todo o nariz por dentro, avaliando se há outros problemas a ser corrigido.

• Testes alérgicos de sangue ou de pele devem ser realizados para descartar alergia.

TRATAMENTO

O tratamento da rinite não alérgica é similar ao da rinite alérgica, com exceção de imunoterapia que não melhora os sintomas nesse caso.

MEDICAÇÕES: 

• Lavagens nasais com soluções salinas para umidificação das vias respiratórias  são essenciais.

• Antialérgicos ajudam a diminuir os sintomas mas o resultado pode não ser satisfatório.

• Os principais medicamentos são os corticoides nasais, que diminuem as queixas de obstrução nasal e são bastante seguros, pois a absorção para o organismo é muito baixa.

• Os anti-histamínicos também são válidos, até mesmo para reduzir a coriza e os espirros.

• Nenhuma dessas drogas é isenta de efeitos colaterais adversos, eventualmente com graves conseqüências. Por isso, devem ser utilizadas somente quando prescritas por um médico e na dosagem recomendada.

CIRURGIAS

A rinite desencadeia no nariz o aumento das estruturas que servem para filtrar o ar. Em casos de rinite intensa, isso passa a bloquear a passagem do ar.

As principais cirurgias realizadas nos pacientes com rinite são: turbinectomia e septoplastia.

HIGIENE AMBIENTAL:

Importante tanto para pacientes alérgicos quanto não alérgicos.  Lembre-se de que prevenir é o melhor remédio:

• Evitar contato com produtos químicos

• Evitar o uso de ar condicionado

• Mantenha os ambientes arejados e expostos ao sol durante a maior parte do tempo; 

• Se, por acaso, algum alimento for responsável por desencadear as crises, elimine-o da sua dieta;   

• Fazer lavagem nasal com soro fisiológico 2 vezes ao dia

• Adote um estilo de vida saudável. Pratique atividade física, não fume, beba com moderação e alimente-se adequadamente. 

• Se proteger do frio.

RINITE NÃO ALÉRGICA TEM CURA?

A cura depende da causa da doença. Se a causa da rinite não alérgica for por medicamentos ou produtos químicos que possam ser retirados, existe grande chance de resolução. Se a causa for hormonal, a rinite não alérgica se apresenta em períodos de piora e melhora dos sintomas.